NEPerma certifica mais permacultores

04/01/2018 23:00

A 12ª turma. Jonas, Aline, Cibele, Jonathan, Grabiela, Mayara, Francisco, Alexandre, Julia, Fabricio, Amanda, Gabriel, João Pedro, Bianca, Larissa, Ranieri, Jonas e Daniel. Os instrutores permacultores Arno, Piteco, Marcelo e Maria Helena que acompanharam a certificação da turma.

A 12ª turma de permacultores certificados pelo NEPerma no semestre de 2017/2, mostrou mais uma vez que estudantes de diferentes cursos de graduação da UFSC, estão buscando na permacultura, respostas para uma formação em nível superior, que seja capaz de formar pessoas plenas, através do empoderamento proporcionado pela inter-multidisciplinaridade da permacultura.

Um total de 11 instrutores compartilharam participaram da certificação desses 18 novos permacultores, cujo  número revela que a maior parte dos estudantes que nela ingressam, a concluem com êxito, mostrando a importância de sua inserção nos currículos profissionais.

Como de praxe, colhemos alguns depoimentos a respeito das impressões a respeito da permacultura. Confira abaixo.

“A permacultura veio num ótimo momento, tanto da minha vida quanto do meu curso. Foi uma das melhores coisas desse semestre. Pude ver e viver coisas, pessoas e situações diferentes e agradáveis. Agora tenho mais consciência e conhecimento de algo que já admirava.

Com os ensinamentos que foram passados e os que ainda vou adquirir sobre essa bela arte de educar para uma vida mais harmônica, pretendo seguir estudando, pesquisando e aplicando os conhecimentos da permacultura  ao longo da minha vida. Quero poder passar adiante os aprendizados e fazer com que as pessoas a conheçam.

Vejo a disciplina com ótimos olhos ainda mais nessa ideia interdisciplinar com pessoas de vários cursos e conhecimentos diferentes.”

Amanda Vita – Geografia

Ao meu ver a permacultura é parte de uma cultura que enfatiza o respeito à natureza, que promove problematizações e reflexões sobre a forma como lidamos com a própria vida e com tudo o que está ao nosso redor. Tal cultura permanente e transformadora me remete a algo que considero como um resgate de relações que estão cada vez mais comprometidas pelos interesses das forças dominadoras. Sendo também um caminho que nos aponta a possibilidade de contar com uma condição de vida mais digna e de qualidade num futuro próximo.Através dela é possível pensar sobre a forma como estamos ocupando nosso lugar neste planeta e, através do exemplo e de práticas sustentáveis estabelecer acordos com com uma realidade diferente da qual nos é imposta. Com a permacultura eu percebo uma realidade cada vez mais perpassada por potências de vida e abundância, uma experiência que põe em evidência o equilíbrio e a harmonia do ser humano com os recursos naturais, com o outro e consigo mesmo.

O curso é excelente! Penso que deveria ser uma disciplina obrigatória em todos os cursos da universidade, das escolas e de todos os espaços informativos possíveis, um conhecimento básico que deveria alcançar a maioria das pessoas da nossa sociedade.

Cibele Marques – Psicologia

“A permacultura, de forma simplista, é uma forma de rever as próprias atitudes perante o mundo, agredindo cada vez menos o meio ambiente e cuidando das pessoas. Sendo assim, garantindo sustentabilidade do planeta e da vida humana para as próximas gerações.

A permacultura vai me orientar em diversas ações para as próximas etapas da minha vida, evitando cada vez mais o desperdício e a degradação dos recursos naturais.

Sou grato por todas as informações compartilhadas, pois até o momento, em toda minha vida acadêmica,  nunca se discutiu tantas soluções para problemas ambientais e sociais.”

Jonathan Santos – Geografia