Permacultura | Permaculture
  • Experiências do NEPerma e HOCCA são apresentadas no Uruguai

    Publicado em 18/09/2019 às 23:11

    Jefferson Mota na Universidade Tecnológica de Durazno.

    Em agosto, Jefferson Mota, permacultor, agrônomo e pesquisador do NEPerma/UFSC, esteve na I Jornada de Agroecologia e Agricultura Orgânica da a Universidade Tecnológica do Uruguai (UTEC) na cidade de Durazno, para ministrar aulas e promover práticas de planejamento em permacultura com os acadêmicos do curso de Engenharia Agroambiental.

    Na ocasião, o pesquisador apresentou noções básicas de Permacultura, suas éticas e princípios de planejamento. Um retrospecto do NEPerma/UFSC foi apresentado, bem como a exitosa experiência do Horta Orgânica do Centro de Ciências Agrárias (HOCCA/UFSC).

    Um minicurso sobre Sistemas Agroflorestais para uma cultura permanente, foi realizado com cerca de 30 participantes de diferentes perfis, incluindo acadêmicos, docentes, agricultores, profissionais da saúde e comunidade em geral. Uma área de cultivo foi implantada na parte central do campus da Universidade, permitindo grande visibilidade ao processo.

    Texto: Jefferson Mota

    Revisão: Arthur nanni

    • Add to Phrasebook
      • No word lists for English -> Portuguese…
      • Create a new word list…
    • Copy

  • Curso de Planejamento em Permacultura para docentes

    Publicado em 01/08/2019 às 07:00

    Atividade de campo no Sítio Igatu, desenvolvida no primeiro PDC para academia em 2017.

    A Rede NEPerma Brasil ofertará um Curso de Planejamento em Permacultura em fevereiro de 2020 na Universidade federal de Viçosa – MG, voltado para docentes e servidores técnicos de apoio ao ensino de Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). Esse curso tem a mesma carga horária do Permaculture Design Course (PDC), que é reconhecido internacionalmente e compartilhado há 6 anos pelo NEPerma/UFSC em nível de graduação na UFSC através da disciplina Introdução à permacultura.

    O curso conta com certificação e seu objetivo é fortalecer e popularizar a permacultura dentro do ambiente acadêmico, buscando integrar universidades e institutos federais através da criação de parcerias. Se você deseja participar do curso, as inscrições estão abertas através do formulário e o preenchimento das 20 vagas previstas será por ordem de preenchimento, priorizando-se as IFES e depois demais instituições de ensino comunitárias e privadas.

    Seguindo a ética da permacultura “Compartilhe os excedentes”, professores vinculados a instituições comunitárias e/ou privadas de ensino superior poderão se inscrever, ficando a efetivação da inscrição na dependência da confirmação da oferta do curso e claro, da disponibilidade de vagas.

    Assista aqui depoimentos com a opinião de professores, alunos e técnicos, sobre a permacultura na academia, após participarem da primeira edição do curso em 2017.

    Não sabe bem o que é permacultura? Veja aqui um vídeo curto e leia mais sobre essa ciência socioambiental.


  • Introdução à permacultura 2019/2

    Publicado em 08/07/2019 às 07:40

    Aula prática no Sítio Igatu.

    Em 2019/2 vai acontecer mais uma edição da disciplina Introdução à permacultura, que possui o mesmo currículo e carga horária de um Curso de Planejamento Permacultural (Permaculture Design Course – PDC). No próximo semestre, o PDC contará com 11 instrutores entre permacultores professores, técnicos, praticantes e agricultores convidados.

    Nesse período de matrículas procure pelo código GCN7938 – Introdução à permacultura e efetive sua matrícula, mesmo que o sistema acuse “sem vagas”. As aulas que constituem o PDC de 80 horas ocorrerão nas tardes das terças e estão previstas 2 atividades de campo.

    Estudantes que não conseguirem vaga, mas efetuaram a matrícula no CAGR, deverão participar dos 2 primeiros encontros para tentar ocupar uma das 6 vagas adicionais que serão definidas ao final do segundo encontro (2ª semana). Para pessoas externas à UFSC, o procedimento é o mesmo e, se sobrarem vagas, haverá sorteio para ingresso de participantes sem o vínculo institucional.

    Todo o conteúdo da disciplina estará disponível para livre acesso até dezembro de 2019.

    Gostou dessa iniciativa? Gostaria de ver mais permacultura em universidades? Assine nosso abaixo-assinado para criação de cursos de graduação em permacultura.


  • NEPerma certifica sua 19ª turma

    Publicado em 04/07/2019 às 15:27

    Concluída mais uma etapa de formação permacultores, que foram certificados pela UFSC. Alunos de diferentes cursos de graduação da universidade puderam compartilhar suas experiências e aprender com outros ao longo desse primeiro semestre de 2019.

    Turma de 2019/1 – Arthur, Cláudia, João, Eloisa, Lucas, Sabrina, Anderson, Jade, Rafael, Adilson, Fernando, Cecília, Márcio, Alexandre, Janine, Mayara, Mariana, Patrícia, Felícia e Jaíne. Marina fugiu da foto.

    A disciplina contou com a colaboração de 11 instrutores, incluindo professores, servidores técnicos, ex-alunos, agricultores e praticantes da permacultura. Essa dinâmica de ensino vem reforçando a linha de ensino aplicada pelo NEPerma/UFSC desce 2012, quando houve a oferta da primeira edição da disciplina.

    Com essa turma o NEPerma já certificou mais de 270 pessoas para desenvolver ações, projetos e iniciativas utilizando a lógica e a filosofia de planejamento da permacultura.

    O NEPerma prevê uma nova edição da disciplina para o segundo semestre de 2019. Atente para o período de matrículas e busque o código GCN7938 para vir também compartilhar do seu tempo conosco.

    Depoimentos

     

    Marina – estudante de geografia
    Gostei muito da disciplina, que muda a forma de ver as coisas. Um olhar mais crítico sobre muitos aspectos que antes passavam “quase” que despercebidos. Permacultura pra mim é repensar minhas atitudes, em como elas afetam a natureza e as pessoas principalmente.

    Adilson – estudante de ciências biológicas
    Antes da graduação sequer tinha ouvido sobre permacultura. De início desconfiei, afinal, quantas são as utópicas ideias “revolucionárias” que não passam de “achismos” ou disfarces para interesses ocultos. Ainda assim, deixei de lado pré-conceitos e resolvi entender melhor do que se tratava. Fato é, essa simples palavra, que carrega em si um oceano de ideias, princípios e éticas, pode transformar a maneira como se enxerga o mundo. Nesse momento, quase ao final do curso posso afirmar, a permacultura é uma ciência que se presta a mudar a percepção das pessoas sobre tudo ao redor e, através de métodos de planejamento e baseando-se em princípios éticos, moldar os ambientes terrestres para a formação de assentamentos humanos sustentáveis.

    Mariana – estudante de design

    A permacultura é um desafio para repensar velhos valores e premissas, analisar o lugar em que se o ocupa no mundo e a forma como se vive nele. Acho interessante que ela seja às vezes uma ferramenta, às vezes um possível movimento social, às vezes uma forma de se viver.


  • Extensão visita a Escola Visconde de Taunay em Blumenau

    Publicado em 14/06/2019 às 18:59

    A escola é uma explosão de criatividade em todos os cantos.

    “Olhei para a rua e vi um bolo de crianças. Era briga na certa. Ao aproximar me deparei com o inesperado, o grupo estava auxiliando uma jararaca a atravessar a rua”.

    Passagens como essa passaram a ser parte do cotidiano da escola Visconde de Taunay com o desenvolver do projeto Escola sustentável, conta a professora Jeane Pitz Pukall, coordenadora da ação que acabou se transformando em sua pesquisa de mestrado.

    Na última quinta, o projeto de extensão Permacultura na escola, desenvolvido pelo NEPerma em parceria com a Escola de Ensino Básico Gama Rosa de São Pedro de Alcântara, esteve em visita à Escola municipal Visconde Taunay, situada em Blumenau/SC. A proposta da iniciativa foi conhecer melhor o projeto Escola sustentável, desenvolvido desde 2011 com o intuito de ampliar a educação ambiental através de um modelo baseado nas éticas e princípios de planejamento da permacultura.

    O projeto foi reconhecido e premiado com destaque nacional e internacional. Segundo Jeane, seu êxito está alicerçado no empoderamento dos educandos ao longo do processo de implantação, manejo e gestão das ações desenvolvidas no ambiente escolar com a participação intensa da comunidade local.

    Equipe de professores visitantes com a professora Jeane.

    De fato, a equipe de professores da Escola Gama Rosa que foi conhecer a experiência da Visconde de Taunay maravilhou-se ao entender como processos de ensino participativos podem contribuir para a formação plena dos educandos. Segundo Jeane “a permacultura permite ir muito além da educação ambiental. Com ela é possível formarmos cidadãos éticos e críticos através do empoderamento coletivo.” Afirma ainda “as crianças estão agora mais empáticas, altruístas, críticas e, com certeza, mais empoderadas.”

    A equipe de professores da Escola Gama Rosa trabalhará agora a sensibilização dos demais colegas para seguir desenvolvendo o projeto “Permacultura na escola” em São Pedro de Alcântara/SC.


  • NEPerma recebe reconhecimento pela Câmara de Vereadores de Florianópolis

    Publicado em 07/06/2019 às 17:02

    Marcelo Venturi recebendo o diploma.

    No dia do Meio Ambiente, 5 de junho de 2019, o Núcleo de Estudos em Permacultura da UFSC, juntamente com outras 32 iniciativas, entidades e projetos da Grande Florianópolis, recebeu o Diploma de Reconhecimento da Câmara dos Vereadores de Florianópolis, pelas atividades de “valorização e colaboração na preservação dos recursos naturais”, por proposição do vereador permacultor Marquito – Marcos José de Abreu.

    No evento as entidades agradeceram ao reconhecimento e algumas apresentaram suas histórias e manifestaram suas preocupações com as condições das condições e políticas ambientais atuais. Foi um ótimo momento de (re)encontro e trocas de contatos e possibilidades.

     

     


  • Espaços de cultivo do CCA recebem permaculturandos

    Publicado em 23/05/2019 às 08:22

    Em 22 de maio, a turma visitou os espaços de manejo dentro do Centro de Ciências Agrárias pelo projeto HOCCA (Horta Orgânica do CCA), orientados através dos membros do projeto Luany, Lucas, Luiz Paulo e do agrônomo Jefferson Mota.

    Turma da permacultura em visita técnica à HOCCA.

    A aula teórico-prática sobre Permacultura Urbana e as PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais) contemplou um circuito de visitação desde o Laboratório de Irrigação e Agricultura Urbana com a Aquaponia, que desenvolve pesquisas com a produção de peixes e hortaliças em sistema fechado onde a água circula na horta móvel de produção de hortaliças em caixas plásticas. A visita seguiu para identificação das PANC do Sistema Agroflorestal Agroecológico, junto ao antigo campo de futebol, identificando aproximadamente mais de 20 espécies alimentícias não convencionais. Houve ainda a demonstração de técnicas de agricultura tropical com viés na valorização dos conhecimentos dos povos originários para produção de alimentos e adubo num mesmo local. A parte prática ocorreu na horta mandala com a revitalização de canteiros e manejo do bananal.

    Texto: Jefferson Mota

    Revisão: Marcelo Venturi e Arthur Nanni


  • Fundamentos de ecologia é tema de encontro em São Pedro de Alcântara

    Publicado em 01/05/2019 às 16:59

    Professor Arno e os docentes da escola Gama Rosa.

    O projeto Permacultura na Escola realizou nesta semana o terceiro encontro da formação básica em permacultura com os docentes da escola Gama Rosa em São Pedro de Alcântara – SC. O professor Arno Blankensteyn compartilhou conhecimentos sobre ecologia, um dos pilares da permacultura.

    A formação básica em permacultura é uma das etapas previstas no projeto que se iniciou em janeiro e segue em curso para promover a educação ambiental nos ensinos fundamental e médio da Escola. Após a formação dos docentes, terão início as atividades de intervenção segundo o planejamento em permacultura, que será o tema de projeto final dessa primeira etapa. Nas etapas posteriores, agentes da comunidade poderão participar, buscando auxiliar nas ações de implantação e manejo das técnicas da permacultura.


  • Introdução à permacultura 2019/1

    Publicado em 27/02/2019 às 14:06

    Zonas energéticas no planejamento.

    Em 2019/1 vai acontecer mais uma edição da disciplina Introdução à permacultura, que possui o mesmo currículo e carga horária de um Curso de Planejamento Permacultural (Permaculture Design Course – PDC). No próximo semestre, o PDC contará com 11 instrutores entre permacultores professores, técnicos, praticantes e agricultores convidados.

    Estudantes que não conseguiram vaga, mas efetuaram a matrícula no CAGR, deverão participar dos 2 primeiros encontros para tentar ocupar uma das 8 vagas adicionais que serão definidas ao final do segundo encontro (2ª semana). Para pessoas externas à UFSCo procedimento é o mesmo e, se sobrarem vagas, haverá sorteio para ingresso de participantes sem o vínculo institucional.

    Os encontros acontecerão na sala 331 do CFH nas tardes das quartas.

    Todo o conteúdo da disciplina estará disponível para livre acesso até agosto de 2019.

    Gostou dessa iniciativa? Gostaria de ver mais permacultura em universidades? Assine nosso abaixo-assinado para criação de cursos de graduação em permacultura.


  • Permacultura na academia em discussão

    Publicado em 14/12/2018 às 17:11

    Arthur Nanni, apresentando resultados do NEPerma/UFSC. Foto: Paolo Martins.

    O NEPerma esteve presente no 2º Seminário de Pesquisa em Permacultura, Agroecologia e Educação Ambiental, promovido pelo Instituto Permacultura Lab em parceria com o Grupo de Estudos em Educação Ambiental desde El Sur (GEASur). O evento ocorreu na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro no início de dezembro.

    Dentre outras importantes pautas de discussão sobre educação ambiental, o NEPerma apresentou os resultados de seus seis primeiros anos de estrada no ensino, pesquisa e extensão. Permacultura e academia foi o tema abordado pelo permacultor Arthur Nanni, que apresentou uma síntese sobre iniciativas da permacultura em instituições de ensino superior no mundo e no Brasil, com destaque para os resultados e produtos obtidos e produzidos pelo NEPerma/UFSC.

    Nascida na academia na década de 70, a permacultura enquanto movimento, ganhou o mundo e atualmente está presente em mais de 150 países, basicamente estruturada em estações, fazendas e institutos que desenvolvem e promovem esse movimento raiz. Na última década, o amadurecimento dos processos de ensino e pesquisa, bem como a efetiva aplicação de suas técnicas, fez com que a permacultura ganhasse espaço no terreno acadêmico, onde então, passa a ser considerada uma ciência socioambiental de cunho holístico. Sua recente trajetória na academia vem trazendo avanços nos critérios de adoção de sua filosofia de entendimento de mundo, principalmente no que tange à educação ambiental e reorganização social.

    A discussão da reinserção da permacultura na academia vem de longa data e envolve muitos pontos importantes de consideração. Dentre eles, a discussão sobre a institucionalização do movimento/ciência para além dos tradicionais institutos de promoção da permacultura, o que supostamente poderia enfraquecer seu caráter anárquico pautado na autogestão.

    A equipe do NEPerma/UFSC vem trabalhando essas discussões e entende que o papel da academia no desenvolvimento da permacultura, passa por dar suporte técnico-científico, buscando melhorar métodos de ensino e instrumentos pedagógicos, bem como, validar cientificamente processos praticados. Assim, busca-se fortalecer, através de ações de pesquisa, extensão e ensino, tanto a ciência, quanto o movimento, seguindo os passos da agroecologia, que conta com inúmeros cursos de graduação e pós-graduação no Brasil. Dessa forma, a universidade atende seus objetivos de gerar conhecimento e levar à população, novas possibilidades de viver e conviver em sociedade e com o planeta.

    O conteúdo da palestra está descrito no artigo Construindo a permacultura na academia brasileira, publicado recentemente.

    Saiba mais sobre o Evento e o Instituto Permacultura lab