Permacultura | Permaculture
  • Sessão ao vivo “Permacultura do plantio ao prato”

    Publicado em 14/05/2020 às 22:01

    Nosso atual industrializado sistema alimentar possui uma extensa cadeia de produção, processamento, comercialização e consumo de alimentos, mas poucas opções de autonomia nutricional nos oferece. A Permacultura permite escolher o que produzir e consumir ao nível individual e coletivo, em plena harmonia com a natureza. Diante de ocasiões de eventos extremos com o qual estamos vivendo, a alimentação com base na permacultura nos proporciona resistência, segurança nutricional e soberania para enfrentar as adversidades. Quer saber porquê e como fazer? Descubra em nossa próxima conversa, do plantio ao prato.

    O Núcleo de Permacultura da UFSC – NEPerma/UFSC debateu o assunto com Jefferson Mota e Yasmin Monteiro, autores do livro Ensinando Permacultura, em uma sessão ao vivo com mediação da Profa. Luiza Valente da UFF.


  • Sessão ao vivo “Permacultura e reforma agrária”

    Publicado em 07/05/2020 às 13:30

    Muito se fala de um aspecto elitista da Permacultura. Será possível aliar a mesma às lutas populares e sociais por terra, moradia e outras bandeiras coletivas? Existem exemplos de princípios e práticas permaculturais no dia a dia de famílias assentadas e acampadas da Reforma Agrária, bem como de outros sujeitos do campo, que, além da conquista da terra, lutam por condições dignas de moradia, acesso à educação e produção limpa e em harmonia com a natureza. Neste debate pretendemos dialogar sobre esta potencialidade da Permacultura em favorecer processos coletivos em movimentos sociais de luta pela terra e por direitos no campo e nas cidades.

    O Núcleo de Permacultura da UFSC – NEPerma/UFSC debateu o assunto numa sessão ao vivo com mediação de Arthur Nanni.


  • Sessão ao vivo “Gestão de águas na permacultura”

    Publicado em 04/05/2020 às 20:39

    No atual cenário humano, temos frequentemente convivido com o escasseamento das águas em nossas paisagens.

    Fruto de nossa crise civilizatória que há bom tempo ignora os limites de capacidade de carga do planeta, o “sumiço das águas” nos coloca o desafio de realizar um manejo adequado para que possamos seguir prosperando enquanto espécie na Terra.

    Nesse momento, o sul e parte do sudeste do Brasil vivem um longo período de estiagem, onde rios antes perenes, começam a dar ideia de que um dia não mais poderão manter-se, caso não comecemos hoje uma revolução ecológica na gestão hídrica.

    A permacultura busca de forma sistêmica/holística gerenciar esse bem fundamental à vida. Antônio Pereira e Arthur Nanni debateram o assunto com a mediação de Marcelo Venturi.

     


  • Sessão ao vivo sobre permacultura e novos rurais

    Publicado em 21/04/2020 às 13:32

    Pensando em trocar a sua dependência por uma vida mais independente? O movimento de novos rurais se fortalece com a permacultura.

    Em épocas de crises as fragilidades das cidades ficam muito mais claras. Muitas pessoas têm debatido sobre a possibilidade de irem para o campo em busca de uma nova vida. Esses são os Novos Rurais e muitos usam a Permacultura como base ou caminho para encorajar a essa mudança e ao êxodo urbano.

    O Núcleo de Permacultura da UFSC – NEPerma/UFSC debateu o assunto numa sessão ao vivo com a mediação de Arthur Nanni.

     


  • Editora da UFSC lança o livro “Ensinando Permacultura”

    Publicado em 19/03/2020 às 10:55

    O NEPerma, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo e a Editora da UFSC, lança o livro Ensinando Permacultura.

    A obra é uma síntese da experiência do NEPerma no ensino de permacultura. Lançado nas versões impressa e em e-book, Ensinando Permacultura busca orientar educadores para a formação básica em permacultura.

    Ensinando Permacultura vem atender uma demanda crescente de pedidos a respeito de como ensinar permacultura. O livro é um esforço da equipe de instrutores professores, técnicos e educandos que se propõe a estimular o ensino da temática em diferentes níveis de ensino, sendo mais indicado à formação superior. A publicação traz um roteiro de apresentação dos conteúdos básicos para a formação em permacultura, fundamentados na proposta de Bill Mollison e adaptados à realidade das universidades brasileiras. Seus 16 capítulos apontam como abordar cada temática e fazer as interações necessárias para estabelecer um ensino sistêmico, em que os educandos são convidados a serem protagonistas do próprio aprendizado.

    A versão impressa está sendo enviada às instituições de ensino que solicitaram exemplares durante a campanha de pedidos. Além delas, apoiadores que fomentaram a obra e seu envio, também receberão exemplares. A versão e-book está acessível através do Site da Editora da UFSC e também na página inicial do NEPerma.

    Os autores esperam que esta obra possa ser útil a todos/as os/as instrutores/as permacultores/as, atuantes em universidades, escolas técnicas, escolas de ensino básico, institutos e estações de permacultura, que buscam, da mesma forma que nós, propagar e popularizar os conhecimentos da permacultura em sua zona de alcance social e além.

    Você tem interesse em traduzir a obra para outras línguas? Entre em contato conosco pelo e-mail .

    Texto: Arthur Nanni

    Revisão: Soraya Nór, Cristiane Corrêa e Júlia Restrepo


  • Permacultura na universidade vira minidocumentário

    Publicado em 16/03/2020 às 11:39

    O minidocumentário Permacultura na academia traz em seus 22 minutos de duração, depoimentos dos participantes do 2º curso de planejamento em permacultura (CPP) voltado para o público acadêmico e promovido pela Rede NEPerma Brasil. Em quatro passagens, docentes, servidores técnicos e alunos, que participaram da segunda edição do CPP para academia, expressaram suas opiniões a respeito da Permacultura, a relação Permacultura e Academia, sua Popularização e uma visão individual sobre como foi O curso em Viçosa/MG.

    O 2º CPP para academia foi uma iniciativa do NEPerma/UFSC em parceria com o Departamento de Educação do Campo da UFSC e do Departamento e Arquitetura e Urbanismo da UFV. Uma próxima edição do curso está prevista para ocorrer na Universidade Federal Fluminense e será organizada pelo Laboratório Sociedade e Medicina Veterinária.


  • Concluído o 2º CPP para academia

    Publicado em 21/02/2020 às 14:40

    Donizete e os colegas na prática com o pé-de-galinha.

    O NEPerma/UFSC em parceria com o Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Viçosa (UFV), concluiu na última semana, a segunda edição do curso de planejamento em permacultura (CPP). A primeira edição desse curso ocorreu em Florianópolis em 2017 e formou 14 permacultores/as.

    Organizado pelos professores Arthur Nanni (UFSC) e Josarlete Soares (UFV), o curso teve duração de 72horas e contou com 4 instrutores, incluindo os permacultores Roberto Goulart (UFV), Luiza Valente (UFF) e Jefferson Mota (Sítio Igatu). Nessa edição o curso formou mais 19 permacultores entre servidores professores, técnicos e alunos de pós-graduação.

    Roberto Goulart e a aula de Arquitetura e Permacultura no DAU/UFV.

    Focado no público acadêmico, o CPP apresentado é uma formação básica em permacultura onde são também transmitidos métodos pedagógicos de ensino de permacultura voltados ao ensino superior, buscando estimular professores e técnicos, a estabelecerem ações de ensino e extensão na temática da permacultura.

    Dentre os resultados do CPP, podemos destacar a agregação desses novos colegas à Rede NEPerma Brasil, que congrega núcleos e ações em permacultura vinculadas à instituições de ensino superior pelo país. Além disso, a Rede elencou foco em algumas frentes de popularização da permacultura, como disciplinas aplicadas a cursos de graduação e pós-graduação já existentes, apontou a criação de projetos com parceria entre diferentes instituições, a criação de novos núcleos e a confecção de mais materiais de ensino da permacultura, nos mais diversos níveis de aprendizado.

    Concluintes da 2ª edição do CPP para academia no dia de campo junto ao ISAViçosa.

    Uma nova edição do CPP está prevista para 2022 e será organizado pela Universidade Federal Fluminense. Já se encontra aberto o formulário de intenção de participação.

    Texto: Arthur Nanni

    Revisão: Luiza Valente, Josarlete Soares


  • NEPerma testa nova ferramenta didática voltada ao ensino de SAFAS

    Publicado em 20/02/2020 às 15:54

    Apresentação da ferramenta em Viçosa/MG.

    Sistemas agroflorestais agroecológicos (SAFAS) são regularmente abordados na temática de ecologia cultivada, presente nos cursos de planejamento em permacultura (CPP) ofertados pelo NEPerma. Os SAFAS proporcionam uma sucessão vegetal manejada e com grande número de espécies alimentícias, medicinais, lenhosas e adubadeiras.

    Recentemente, o agrônomo e permacultor Jefferson Mota apresentou uma nova metodologia de ensino sobre SAFAS no CPP realizado em Viçosa/MG, voltado para o público acadêmico, incluindo servidores professores, técnicos e alunos de pós-graduação.

    A nova metodologia envolve o aprendizado lúdico que permite uma melhor compreensão dessa dinâmica de desenvolvimento e manejo dos SAFAS, através de métodos de ensino que vão além da projeção de fotos, vídeos, aula teórica e discussão. Com base nisso, o permacultor desenvolveu um sistema didático para montagem da Agrofloresta em sala de aula, apresentando pela primeira vez no Brasil o modelo em 3D. O material inicialmente foi desenvolvido para um curso de SAFAS aplicados à permacultura, ocorrido no Uruguai em agosto de 2019.

    Aplicação no curso ministrado no Uruguai.

    O modelo em 3D conta com aproximadamente 40 espécies dos diferentes estratos (andares) vegetais: rasteiro, baixo, médio, alto e emergente. As peças são confeccionadas com  materiais naturais, tais como sementes, madeira e, também, materiais sintéticos, como papel, porcelana fria (biscuit) e ímãs.

    A nova ferramenta está em teste e em espera-se que em breve esteja disponível para consulta e aplicação por educadores e interessados na temática.

    Texto: Jefferson Mota

    Revisão: Arthur Nanni


  • 20ª turma é certificada em 2019/2

    Publicado em 21/12/2019 às 22:03

    Permaculturandos em visita técnica no Sítio Silva em Anitápolis. A propriedade conta com o planejamento do permacultor Jorge Silva, referência em Santa Catarina.

    Nesse segundo semestre de 2019 o NEPerma concluiu a formação de sua 20ª turma de PDC. Alunos de diferentes cursos de graduação da UFSC e pessoas da comunidade puderam compartilhar suas experiências e aprender com outros, ao longo da formação básica em permacultura.

    Sob a tutela do Prof. Arno Blankensteyn (âncora do semestre) e da estagiária de docência e doutoranda Juceli Silva, a disciplina contou com a colaboração de 11 instrutores, incluindo professores, servidores técnicos, ex-alunos, agricultores e praticantes da permacultura.

    Somando mais 21 concluintes, com essa turma o NEPerma já certificou mais de 290 pessoas para desenvolver ações, projetos e iniciativas utilizando a lógica e a filosofia de planejamento da permacultura.

    O projeto final de planejamento do semestre ocorreu em Imbituba, na propriedade rural de Alexandre Pereira, entusiasta da permacultura, que agora conta com quatro diferentes projetos de design para estabelecer rumos de gestão da propriedade.

    Turma em atividade de campo em Imbituba.

    O NEPerma está em processo de migração para o Departamento de Educação do Campo e, por esse motivo, não ofertará a disciplina “Introdução à permacultura” pelo código GCN7938 em 2020/1. No semestre que se iniciará, uma edição de teste ocorrerá no planalto catarinense apenas para alunos do curso de Licenciatura em Educação do Campo. Após esse período, a intenção do NEPerma é reestabelecer uma nova disciplina, com programa revisado e atualizado.

     


  • Permacultura na escola certifica a primeira turma

    Publicado em 24/11/2019 às 23:59

    Docentes da Escola Gama Rosa que concluíram a formação técnica. Na foto: Caio, Arthur, Bruna Clezar, Armando Rodrigues, Luíza Passos e Letícia Hoffmann. Ainda concluiu o curso, a professora Patrícia Meira.

    Na última sexta, dia 22, ocorreu a certificação do grupo de docentes da Escola de Ensino Básico Gama Rosa, resultado da conclusão do Curso de Planejamento em Permacultura (PDC).

    O curso é um componente de extensão universitária do projeto Permacultura na Escola, que busca capacitar docentes de educação básica para o planejamento espacial e organizacional do ambiente de escolar. Cerne da fase inicial do projeto e etapa crucial, o curso permitirá a ação direta de docentes na rotina escolar, tanto no aprimoramento do ensino da educação ambiental de forma crítica, quanto auxiliar no desenvolvimento de conteúdos de outras disciplinas, por se tratar de uma temática, trans-multi-interdisciplinar.

    Iniciada em fevereiro de 2019, a formação teve a adesão inicial de 17 docentes, porém finalizou com apenas cinco. Dentre as desistências estão razões como final de contratos de professores substitutos, desconhecimento da temática, não engajamento ou mesmo, percalços burocráticos criados em virtude da longa carga horária apresentada.

    A conclusão do curso, além de incluir a formação básica em permacultura – o tradicional PDC – considerou também a realização de atividades complementares, como a análise de aplicação da permacultura em disciplinas específicas e a transmissão da mesma para educandos portadores de necessidades especiais. Assim, os participantes puderam exercitar o potencial de uso da permacultura como “ferramenta” pedagógica. Dentre os resultados, ações como oficinas de pintura com geotintas, criação de vídeos didáticos e aprofundamento em temas como “Energia” nas aulas de física, foram destaque no processo formativo dos docentes.

    Planejamento por setores na Escola de Ensino Básico Gama Rosa.

    O projeto final da formação, uma etapa obrigatória, envolveu o planejamento do ambiente escolar com base na lógica da permacultura, que se utiliza de uma visão sistêmica e integradora visando otimizar recursos e energias nos processos rotineiros da escola, na busca de uma vida mais sustentável e harmoniosa com o planeta. O processo de planejar um novo ambiente de ensino teve como base referência o livro Criando Habitats na Escola Sustentável (Legan, 2009), obra  que “dá aos educadores as ferramentas necessárias para criar um vasto currículo em meio ambiente cativando estudantes em atividades divertidas e práticas na sala de aula ao ar livre” (Imprensa Oficial de SP).

    O projeto Permacultura na Escola tem como objetivo melhor compreender o potencial de aplicação da permacultura no ensino de educação ambiental para os níveis fundamental e médio. Paralelamente, o projeto busca entender a partir da pesquisa-ação, como a permacultura pode ser inserida nos projetos pedagógicos escolares da educação básica.

    Referência

    LEGAN, L. Criando habitats na escola sustentável: livro de Educador / Lucia Legan. – Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, Pirenópolis, GO : Ecocentro IPEC, 2009. 96p. : il.